Home Seções Marketing / Comunicação / Vendas Aumentando suas vendas de varejo com o neuromarketing
Marketing / Comunicação / Vendas - 6 de abril de 2023

Aumentando suas vendas de varejo com o neuromarketing

Você está procurando uma forma de aumentar as vendas da sua empresa varejista? O Neuromarketing pode ajudar você a vender mais. Com o conhecimento certo, você pode estimular desejos e motivar compras nos seus clientes usando apenas técnicas simples baseadas na ciência do cérebro humano.

O comércio varejista, é uma modalidade de comercialização de produtos em menor escala. Portanto, tanto seu
volume de compra como de venda são menores do que no atacado. O público alvo do varejista é o consumidor
final, isto é, pessoa física, e precisamos entender este comprador e seu comportamento para vendermos mais.
A Neurociência aplicada ao marketing pode servir como uma ferramenta poderosa para ajudar sua empresa a aumentar as vendas. Ela pode ajudá-lo a entender o comportamento dos referidos compradores e melhorar o desempenho das suas estratégias. Por meio da compreensão dos fatores que influenciam as decisões decompra, você pode impulsionar seus resultados e atingir mais facilmente seus objetivos de venda.

Um dos principais objetivos de qualquer empreendedor é aumentar as vendas. Ao mesmo tempo, entender o comportamento do consumidor é um dos maiores desafios das empresas, e muitas vezes são deixados de lado. A neurociência nos ajuda a traçar uma melhor compreensão sobre como tomamos decisões, qual é a nossa motivação e como podemos influenciar as pessoas da forma mais eficaz.
Neste artigo, vamos dar algumas dicas de como certos princípios da neurociência aplicados ao marketing podem ser usados para atingir
melhores resultados no seu comercio varejista, e utilizaremos as teorias da jornalista e analista de marketing Daniela Hendler para tanto.

Vamos lá:
1. Atribua valor – Uma questão importante é sempre atribuir valor aos seus produtos e serviços. Por mais que os termos “valor” e “preço”
possam parecer sinônimos, eles apresentam diferenças importantes para o seu negócio:

•Preço é uma soma que o cliente irá pagar para comprar o produto.

•Valor é algo que está relacionado à experiência do consumidor e, também, como ele vai se beneficiar do item que comprou, conceito que também está relacionado com o custo-benefício de produtos e serviços. Será que você só coloca os produtos na prateleira e torce pra alguém comprar, ou você divulga o mesmo em suas redes e outros canais enfatizando os valores do mesmo? Afinal, quem nunca
pagou mais caro em um produto porque, ao final, o custo-benefício parecia mais positivo?

2. Reduza as opções – E assim, tenha um menor e melhor mix de produtos, faça um teste em uma parte da sua loja.

O neuromarketing reforça que, quando o consumidor encontra muitas opções de produtos, é bem possível que o
primeiro efeito que isso cause nele seja a paralisia.

Ou seja, a pessoa, por não saber o que comprar, pode simplesmente não comprar nada e/ou se arrepender
depois da escolha que levou para casa. Experimente reduzir as opções de marcas e produtos na sua loja, prime pela qualidade e preços bons, é essencial você compreender o comportamento de compra do seu cliente, reduzindo o mix do seu PDV.

3. Use gatilhos mentais para urgência e escassez – Outra forma interessante de usar o neuromarketing no varejo é criando gatilhos mentais de urgência e escassez, que ajudam na tomada de decisão do cliente e, muitas vezes, fazem com que eles levem o produto naquele momento.
Afinal, eles entendem que a oferta está chegando ao fim e, se não aproveitarem na, sairão perdendo. Na prática por exemplo.

Para utilizar o gatilho mental de escassez, você pode acrescentar nas suas ofertas frases como “enquanto durar o estoque”, “ só temos mais 20 peças na promoção”,por exemplo.

Já para criar o gatilho de urgência, você pode acrescentar frases como “Última chance”, “Só hoje”, “Válido até [acrescentar a data]”.

4. Direcione o olhar – Não é novidade que anúncios que incluem pessoas são mais eficazes do que aqueles
que não fazem isso. No entanto, ao analisar uma série de anúncios, pesquisadores descobriram que quando o rosto da modelo está
direcionado para a frente o público se concentra mais no rosto ao invés do conteúdo do anúncio. Mas se a modelo está dirigindo seu olhar para o produto ou o texto, em seguida o leitor de fato se concentra no conteúdo da publicidade. Repense seus anúncios!
Sabemos que vender é uma arte, mas também envolve estudos e ciência, a compreensão da maneira como o cérebro processa informações e influencia as decisões pode ajudar os vendedores a melhorar seus números de venda e terem vantagem competitiva com relação aos concorrentes, maximizando resultados.

Então, que tal rever as estratégias do seu empreendimento e se organizar para colocar o neuromarketing em
prática? Saiba que, quanto antes você passar a utilizá-lo no seu PDV, mais rapidamente você poderá desfrutar dos bons resultados nas suas vendas.
Saiba mais sobre os benefícios e estratégias mão na massa de nosso curso de neuromarketing na prática para melhoria das suas vendas, pode ser In Company, vamos até sua empresa, fazemos os treinamentos necessários da sua equipe de vendas e dos seus gestores.

Entre em contato para maiores
informações sobre os cursos:
Whatapp : 11 99998-8378
e-mail ricardowagnerr@terra.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…