Home Seções Marketing / Comunicação / Vendas Seu ponto de vendas superando a concorrência com a neuroarquitetura

Seu ponto de vendas superando a concorrência com a neuroarquitetura

E isso serve para os espaços da sua loja, seu restaurante, seu stand de divulgação e vendas, seu evento de negócios, enfim…é possível adaptar para quase tudo. Entenda como a neuroarquitetura a arquitetura comercial, ou ainda o visual merchandising podem tornar o seu ponto de venda mais sedutor e agradável, atraindo novos clientes,gerando mais resultados, mais vendas e conexões.
Você já se perguntou por que as vezes, passando em frente de uma loja, ou de um restaurante, fica com vontade de entrar, de conhecer
melhor, e o pior, quando está dentro, não entende porque mas tem uma sensação boa de acolhimento,
conforto, bem estar e confiança? Você quer estar ali, e sem saber como, o ambiente te atraiu, começou
a te fidelizar, inclusive começou a te tornar mais predisposto ao consumo. O marketing sensorial já está
provocando os seus sentidos, é o ambiente trabalhado em neuroarquitetura conversando com a sua parte do cérebro que realmente vai decidir pela compra, por gerar negócios, e você sem perceber está sendo envolvido, a mágica da venda começa sem que os vendedores precisem vender.
Em primeiro lugar, precisamos relembrar do que se trata o termo “neurorquitetura”.
Segundo Baptistello e Giacomini a aplicação desse estudo constitui-se em criar espaços
que tem a capacidade de interferir no comportamento humano, de forma a tornar a ação humana mais efetiva. Portanto a neurociência aplicada à arquitetura prova que os espaços podem impactar diretamente na forma como os usuários se comportam (mesmo que inconscientemente) no local. Estudos demonstram que a neuroarquitetura também pode ser uma grande aliada em ambientes corporativos, tornando a sua equipe administrativa ou de vendas ainda mais eficaz, já que conforme o ambiente construído e adaptado pode auxiliar na concentração, na sensação de foco, criatividade e disposição geral dos colaboradores da empresa.
Em um universo altamente competitivo, será que você empresário está inovando o suficiente, criando estratégias e ações disruptivas capazes de deixar a concorrência com  inveja, ou tem feito mais do mesmo. Segundo o arquiteto Lorí Crízel,
Presidente da ANFA (Academy of Neuroscience for Architecture) no Brasil, a neuroarquitetura,ciência que analisa os impactos do ambiente físico no comportamento humano, tem sido cada vez mais utilizada nos projetos comerciais de grandes grifes, promovendo uma “experiência emocional” e influenciando na tomada de decisões dos consumidores.
Com o advento das redes sociais, nesta época em que são cada vez menores os períodos que temos para a realização das atividades, estamos vivendo em um cenário de processamento informacional com um tempo muito reduzido. O impacto visual deve acontecer em alguns segundos para o consumidor. Assim, a gente começa a entender porque para que as pessoas queiram entrar no seu PDV, primeiro você precisara influenciá-las visualmente. Daí a importância do visual merchandising na sua fachada, na sua vitrine (vitrinismo), no seu stand, com as cores, materiais, formatos, iluminação adequada, acessibilidade, entre outros.
Bom, agora que você já atraiu o seu cliente, é hora de entender como ele irá se comportar dentro do seu ponto de venda. Conforme a Magma Interiores, empresa de projetos de interiores, você deve buscar utilizar estratégias de neuroarquitetura dentro do seu estabelecimento, criando pontos de estímulo e reconhecendo as zonas “quentes” e “frias” do seu espaço. Além disso, você pode criar uma narrativa coerente dentro doseu ponto de venda, estimulando seus clientes a percorrerem todo o caminho traçado dentro do seu estabelecimento, criando pontos de contato devidamente iluminados, sinalizados, distribuindo adequadamente seus produtos e criando uma espécie de storytelling.
O storytelling é importante para que seu cliente experiencie e compreenda a disposição de todos os elementos
do seu estabelecimento. Além disso, certifique-se de que todos os estímulos realizados dentro do seu ponto de venda sejam satisfatórios ecompatíveis com sua identidade visual e principalmente com o treinamento dado previamente a sua equipe de vendas, portanto invista em formações e workshops compatíveis, pois todos devem estar ciente das estratégias de visual merchandising atreladas a neuroarquitetura utilizadas no local, para que a abordagem comercial sejacondizente o que se buscou com o design externo e interno. Seu cliente precisa se sentir confortável e instigado dentro do seu ponto de venda, então certifique-se de que sua equipe está criando essa atmosfera agradável dentro do seu estabelecimento.

Para adaptar o seu ponto de vendas, realizar treinamentos e workshops compatíveis, deixando tudo pronto para receber e encantar seus clientes, nós indicamos consultoria com profissionais especializados, entre em contato com Ricardo Wagner (11) 99998-8378.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…