Home Seções Entrevistas Tratador de Piscina – Fernando – S. Lourenço do Sul
Entrevistas - 8 de fevereiro de 2023

Tratador de Piscina – Fernando – S. Lourenço do Sul

What: 55 9725-5376 @fernando_rsilveiraCabo

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua história.
Resp: Resp: Costumava tirar férias com a família numa praia de água doce na cidade de São Lourenço do Sul, no Rio Grande do Sul.
Na última vez que fomos, tivemos uma experiência muito ruim. Fomos assaltados, todo dinheiro e talão de cheques foi levado. Tivemos que encurtar as férias e retornar pra casa. Por conta disso, decidimos comprar uma piscina e instalar no sítio que moramos. Quando foi necessária a primeira limpeza, chamei um amigo que trabalhava com tratamento de piscinas; ele me ensinou como medir os parâmetros da água e as dicas básicas para uma boa limpeza de manutenção. Esse foi o primeiro contato com as piscinas, no ano de 2007. Eu segui fazendo as limpezas de manutenção na minha piscina, e quando precisava de alguma orientação, ligava para o amigo. Algum tempo depois, no verão de 2015, fiquei sem uma fonte de renda e decidi me aventurar nesse universo.

Comecei pegando limpezas de manutenção e quando surgia alguma piscina mais difícil, eu ia pesquisar; depois fui trabalhando com limpezas e tratamento de choque. Aqui no Rio Grande do Sul a maioria dos
proprietários de piscina abandona as limpezas de manutenção durante o inverno, retornando no início do verão. No início da temporada surgem muitas piscinas que necessitam da limpeza e tratamento de choque; piscinas com muita proliferação de algas e outros resíduos, como folhas, papel, pequenos galhos, etc. De lá pra cá, já perdi as contas de quantas piscinas já limpei. E o tratamento de piscinas acabou se tornando minha principal fonte de renda.

2- Costuma participar de algum curso, live etc?
Resp: Por incrível que pareça, nunca fiz um curso nessa área, mas tenho o hábito de pesquisar sobre tratamentos e produtos, agregando conhecimento e colocando em prática no dia a dia.

3- Piscina de vinil, fibra ou alvenaria, existe diferença no tratamento? nos explique?
Resp: Durante esses anos, já limpei todo tipo de piscinas. De vinil, de fibra, alvenaria, de montar. O tratamento é igual. As vezes os equipamentos são diferentes, mas o princípio é o mesmo. Não importa o tipo de piscina, se a água estiver verde ou escura, com proliferação de algas, turva, o tratamento é o mesmo. Usam-se os mesmos produtos, procede-se o tratamento químico, a limpeza física e depois da decantacão se realiza a aspiração. Se, por acaso o motor de piscina tiver algum problema ou não puder ser usado, eu levo um motor externo pra realizar a aspiração drenando.

4- Quais as marcas de produtos que mais costuma utilizar? E quando surge um produto novo, costuma experimentar?
Resp: Eu uso os produtos que os clientes compram, portanto, utilizo produtos de todas as marcas. Os que mais uso são da Atcllor, Limper, ClorUp, Blue Pool, Hidro All, DomClor, Genco e hth. Não encontro dificuldade em usar nenhum deles, basta seguir as orientações dos fabricantes. Quando tomo conhecimento de algum produto novo, procuro testar na minha piscina mesmo. Se der certo, ofereço aos clientes. Se não funcionar, deixo de lado.

5- Conte algum caso interessante que já encontrou?
Resp: Certa ocasião fui realizar um tratamento e limpeza de choque numa piscina. A água estava muito escura, cor de café. Os parâmetros da água não se ajustavam e a decantacão sempre acontecia “muito fraca”, levei quase uma semana pra terminar. No quarto dia finalmente descobri o que estava dificultando. Tinha caído um vaso grande com folhagens. O dono não tinha percebido. Tiramos o vaso e pude concluir a limpeza da piscina.

6- Tem piscinas que trata com tratador de UV, Ozônio ou mesmo gerador de cloro? Caso positivo nos conte.
Resp: Nenhuma piscina com esses produtos.

7- De seu recado, suas observações finais.
Resp: Quando encontro piscinas muito sujas, com água escura e todo tipo de resíduos, e depois consigo entregá-la com a água cristalina, posso me sentir um alquimista ou um mago. Se fosse na idade média seria morto, acusado de bruxaria. A química é muito interessante, e saber dosar e dominar essas várias técnicas, é algo muito agradável. Se alguém estiver iniciando nessa área, não desista, procure estudar, tenha um mentor ou troque informações com tratadores mais experientes. E, por fim, preste um serviço com excelência, não faça de qualquer jeito. As pessoas vão lembrar do serviço que você prestou, vão divulgar, e sua carteira de clientes vai aumentar. Um abraço e até um próximo encontro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…