Home Seções Entrevistas Tratador de Piscinas – Rodrigo – Itabaianinha-SE
Entrevistas - 5 de outubro de 2022

Tratador de Piscinas – Rodrigo – Itabaianinha-SE

What: 79 99862-1305 @rodrigo-piscinas

1. Conte um pouco da sua história de tratador de piscinas.
Resp: Comecei a trabalhar com piscina em 2010 no clube AABB “associação atlética banco do Brasil, na época
comecei a trabalhar como serviços gerais no clube e tarando a piscina, não tinha nenhuma experiência, o colega de trabalho foi ensinando o que ele sabia, em 2015 comecei a pesquisar mais sobre tratamento, e foi que conheci a Lorena da Maria piscinas de Aracaju e ela me convidou para uma feira condominial, onde teve palestras sobre tratamento em piscinas, e em 2016 a Maria piscinas realizou um curso onde participei para obter mais conhecimento no seguimento, inclusive participei em outro curso no início do mês de setembro dia 3/9/22, estou sempre buscando mais conhecimento e buscando aprender cada vez mais.

2. Existe diferença entre os tipos de piscinas para tratamento?
Resp: O segredo é manter os parâmetros ideais. O tratamento entre as piscinas de alvenaria e fibra: A de alvenaria tem que ser mais rigoroso para não deixar acumular algas entre os rejuntes, uma vez por semana estar fazendo escovação, já a de fibra a diferença é que a escovação é mais fácil de fazer, mais o tratamento tem que ser padrão.

3. Quais as marcas de produtos químicos que trabalha? Tem diferença entre marcas? Costuma usar produtos novos?
Resp: Costumo usar hth, é um produto excelente, mais também uso de outras marcas, procuro sempre oferecer o
melhor produto para meus clientes, procuro economizar e passar os produtos com melhor preço.

4. Costuma fazer de treinamentos, lives etc?
Resp: Treinamentos sim, estou sempre fazendo cursos, assistindo a palestras pessoalmente, lives nunca participei, mais toda semana assisto, o Forlenza da hth, Américo, entre outros amigos técnicos em piscinas que sempre estão passando mais conhecimento, tirando dúvidas e etc.
5. Já encontrou algum caso curioso que possa nos contar?
Resp: Em 2017 o proprietário da piscina achou um vazo do produto vazio e colocou combustível (gasolina) dentro e deixou junto com os mais produtos, eu não sabia e um domingo a noite vim fazer o tratamento e colocar os produtos na piscina, foi então que peguei o vazo que estava o combustível achando que era Clarificante, tinha mais ou menos 700ml, na hora que coloquei na piscina sentir o cheiro e vi que não era Clarificante, entrei em contato com o proprietário e ele falou que tinha colocado o combustível e não tinha me informado, expliquei o que tinha acontecido, tivemos que interditar a piscina pra fazer o tratamento, na época tinha pouca experiência, e ainda com uma situação como essa, e eu pensei o que devo fazer agora, foi que entrei em contato com o Forlenza da hth e ele me deu assistência o tempo todo, dizendo que tinha que fazer, enfim, depois de 20 dias conseguimos tirar a oleosidade que ficou na superfície e o cheiro do combustível, foi um susto e um perrengue, mais no final deu tudo certo.

6. O Clima interfere muito no tratamento de uma piscina?
Resp: Como moro no nordeste no verão aqui é bem quente, então os produtos evaporam com mais facilidades, temos que trabalhar com um pouco a mais de dosagem do recomendado, principalmente o cloro, estar sempre mantendo a pastilha na piscina pra auxiliar no tratamento.

7. Quais são suas expectativas em relação ao mercado de piscinas para 2023?
Resp: Quero buscar mais conhecimentos e tecnologias, estar sempre por dentro nos lançamentos de produtos e equipamentos.

8. Suas considerações finais.
Resp: Agradeço aqui a Revista Piscinas O Portal pela oportunidade de contar um pouco sobre minha história como técnico em tratamento de piscinas e contar um pouco sobre minha experiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…