Home Seções Entrevistas Lagos Ornamentais, Piscinas Naturais – Piscina Fácil – Florianópolis SC
Entrevistas - 8 de abril de 2022

Lagos Ornamentais, Piscinas Naturais – Piscina Fácil – Florianópolis SC

Vinícius Teixeira dos Reis - @piscinafacil vinicius@piscinafacil.com.br 0800 494 4433

1- A quanto tempo trabalha no segmento de piscinas? Como começou?
Conte um pouco da sua história:
Resp: Trabalho com piscinas desde 2008, quando fundei a Piscina Fácil junto de meu irmão em Florianópolis – SC. A empresa foi fundada, literalmente, na garagem da casa onde morávamos!
Comecei estudando o que estava ao meu alcance, naquela época, não existia tanta informação disponível na internet, por isso optava por ler artigos técnicos sobre
tratamento de água para abastecimento público uma vez que os manuais de tratamento de piscinas que encontrava, já haviam sido todos lidos por mim.
Para testar tudo aquilo que havia aprendido lendo os artigos na internet (madrugadas adentro) e na Universidade Federal de Santa Catarina, ofereci tratar a piscina de uma vizinha gratuitamente. Ela adorou a ideia!
Porém, cometi um erro. Ao tentar decantar toda aquela sujeira que deixava a piscina verde usando sulfato de alumínio, apliquei o produto em excesso e acabei deixando a piscina com a água branca, leitosa. Como na época não sabia reverter a situação, comuniquei a proprietária que precisaria trocar parte da água. Foi, aí, que perdi minha primeira cliente.
Apesar do fracasso inicial, a vontade de iniciar um negócio próprio e a intenção de revolucionar o ramo de tratamento de
piscinas foi muito maior do que a vergonha do fracasso. Na mesma semana, abordei um outro vizinho que também aceitou ter sua piscina limpa gratuitamente.
Pronto! Dessa vez o sucesso foi total! Uma piscina que estava com a água totalmente verde foi limpa com apenas duas visitas e 15 reais em produtos químicos.
Percebemos que este era um serviço com ótima possibilidade de retorno e de fácil escalabilidade, isto é, conseguiríamos crescer rapidamente!
Testada a ideia, eu e meu irmão começamos o negócio de fato com a entrega de panfletos no bairro onde morávamos e, em seguida, nos bairros vizinhos. Um a um fomos captando clientes. Sempre preocupados em esquematizar o negócio de uma maneira escalável, queríamos ter um sistema que pudéssemos ensinar qualquer pessoa a tratar piscinas conosco e, assim, crescer a empresa.
Logo, contratamos os primeiros colaboradores, amigos que nunca haviam limpado uma piscina se quer. A falta de experiência nunca foi um problema já que os cálculos das quantidades de químicos eram realizados em tabelas de Excel onde colocávamos todas as informações das piscinas com fórmulas retiradas de livros e outras desenvolvidas por nós. Quanto à limpeza física, ensinávamos mostrando na prática a como executar o tratamento, inclusive naquelas piscinas maiores que começavam a aparecer – uma vez que nosso preço já era agressivo devido a otimização nos gastos com produtos que criamos por meio deste sistema.
Em pouco mais de dois anos estávamos tratando piscinas em Bertioga – SP e em Santos – SP, provando que o sistema que havíamos pensado, lá, antes mesmo de iniciar o negócio, tinha grande potencial.
Hoje, a Piscina Fácil atua em quase todo o Brasil e conta com dezenas de franqueados e centenas de parceiros

2- Quais os tipos de serviços que executa?
Resp: Trabalhamos com tratamento, reforma e construção de piscinas, desde os projetos (arquitetônico, estrutural, hidráulico e elétrico) à execução dessas obras. Mais recentemente, começamos a trabalhar com manutenção e construção de lagos ornamentais e piscinas naturais, uma área em forte ascensão no mercado brasileiro, principalmente, para os clientes de alto poder aquisitivo. Acreditamos que essa tendência irá se popularizar nos próximos anos e por isso estamos investindo bastante nesta área.
Além da prestação desses serviços, a Piscina Fácil atua na capacitação com cursos que formam novos Piscineiros e Laguistas Profissionais.

3- Lagos Ornamentais, o que é? Como funciona? Quais suas características?
É difícil construir? Quais os fatores essenciais? E a manutenção é simples?
Lagos ornamentais são reservatórios de águas cristalinas, construídos e mantidos com o objetivo de melhorar a sensação de bem-estar, de equilíbrio físico e mental, além de valorizar o imóvel onde são instalados com a criação de um oásis em meio a um ambiente urbano. Nele, cultivam-se plantas aquáticas e terrestres, carpas coloridas e outras espécies de peixes em águas onde o desenvolvimento de algas é controlado de forma biológica, reforçado com o uso de tecnologia, sem a aplicação de cloro, algicidas e clarificantes.
Os lagos ornamentais podem ser construídos em concreto ou alvenaria – sendo esses os chamados lagos formais. No entanto, os lagos mais desejados, atualmente, são aqueles que se assemelham a um habitat aquático natural, ou seja, fogem bastante daquela aparência de espelhos d`água já bastante difundida em condomínios
residenciais e prédios comerciais. Esses lagos com aparência natural são construídos com mantas impermeabilizantes de PVC ou EPDM e possuem formas orgânicas, geralmente, sem paredes retas ou revestimento cerâmico.
Os lagos ornamentais possuem paredes escavadas com inclinação de 45 graus, aproximadamente, e fechamento composto de rochas encaixadas uma ao lado e
sobre a outra com a intenção de esconder totalmente a manta impermeabilizante. O fundo do lago é coberto com areia branca, a mesma utilizada em filtros de piscinas.
Outro item fundamental no paisagismo de lagos são as plantas. Nos lagos ornamentais as plantas possuem dupla função: são
elementos decorativos e ajudam na purificação da água.
Chegamos aí na principal diferença entre lagos ornamentais e piscinas tradicionais tratadas com cloro! Diferentemente das piscinas, onde a intenção do tratador é
eliminar toda e qualquer vida que possa se desenvolver na água, em lagos ornamentais, existem alguns grupos de bactérias que são essenciais para equilíbrio do ecossistema, os principais são os das bactérias nitrificantes, em especial, as dos gêneros Nitrosomonas e Nitrobacter.
São essas bactérias que realizam o ciclo do nitrogênio, transformando substâncias tóxicas aos peixes – como a amônia e o
nitrito – em fertilizante para as plantas na forma de nitrato. Toda esta transformação ocorre, principalmente, no interior dos
filtros biológicos, equipamento inexistente em piscinas tradicionais.
Quanto a manutenção de lagos ornamentais, o trabalho rotineiro dispendido varia muito conforme o investimento realizado em sua construção. Alguns equipamentos (também utilizados em piscinas tradicionais) como as lâmpadas ultravioleta e os geradores
de ozônio ajudam e muito, reduzindo drasticamente os processos manuais de limpeza. O controle da qualidade de água é igualmente importante, controlando-se, assim como em piscinas tradicionais o pH, alcalinidade e a dureza da água. Além desses parâmetros físico-químicos, são, também, analisadas as concentrações de oxigênio, amônia, nitrito e nitrato.
Alguns dos parâmetros mencionados acima são corrigidos com os mesmos produtos utilizados em piscinas, como é o caso da alcalinidade que é elevada por meio da adição de bicarbonato de sódio. Porém, em lagos, a quantidade de produtos aplicados deve ser menor a fim de não causar um choque fisiológico nos peixes e bactérias nitrificantes que nele se desenvolvem.
Já quanto a limpeza física, lagos artificiais (como também são chamados os lagos ornamentais) exigem muito menos trabalho que as piscinas tradicionais.
Enquanto em uma piscina residencial o tratamento precisa ser realizado de uma à mais vezes por semana, em um lago, uma visita mensal de um técnico é, normalmente, suficiente. Nesta visita o técnico irá analisar os parâmetros de qualidade de água e corrigi-los, caso necessário, irá limpar os filtros e verificar o funcionamento dos equipamentos como bombas, UV e ozonizadores, irá podar plantas, substituir e plantar, além de verificar a sanidade dos peixes em uma análise visual atenta na busca de possíveis patógenos.
Em suma, lagos ornamentais são ambientes criados para a contemplação dos peixes, das plantas, das rochas, do movimento e dos sons da água, elementos que trazem diversos benefícios a saúde de homens, mulheres e crianças – os quais são amplamente estudados na arquitetura biofílica.

4- Piscinas Naturais, o que é? Como funciona? Quais suas características? É difícil construir? Quais os fatores
essenciais? E a manutenção é simples?
Resp:Tudo que foi dito sobre lagos ornamentais até aqui, é válido, também, quando o assunto é piscina natural. Porém, a principal diferença entra uma piscina natural e um lago ornamental é a utilização que se quer dar a este reservatório de água.
Enquanto em um lago artificial a principal motivação para sua construção é a contemplação e o relaxamento, em piscinas naturais o objetivo é imergir em um ecossistema aquático, sem cloro, e que pode possuir lindos peixes e plantas.
Uma vez que o objetivo é mergulhar, o lago ornamental para nado (sinônimo de piscina natural) precisa de uma profundidade maior. Enquanto a maioria dos lagos ornamentais possui cerca de 60 cm de profundidade, as piscinas naturais precisam de, pelo menos, 1,5 m na região destinada ao nado, podendo possuir áreas rasas, formando prainhas como as construídas em piscinas tradicionais e entradas com baixa declividade semelhantes as encontradas em praias de água salgada.
Piscinas naturais podem ou não possuírem peixes, este é um fator determinante na hora de seu projeto. Caso a escolha seja por colocar estes “pets” no ambiente, o
sistema de tratamento precisará ser reforçado, visto que os próprios banhistas trarão bastante sujidade para o interior do reservatório – assim como acontece nas piscinas tradicionais tratadas com cloro, que se somará aos contaminantes liberados pelos peixes e pelo seu arraçoamento.
Em piscinas naturais, geralmente, opta-se por “carregar” menos no paisagismo, isto é, introduzir menos plantas e rochas
deixando o ambiente mais ”clean” para a entrada, saída e natação dos usuários – porém isto não é uma regra. Outro ponto importante que diferencia as piscinas naturais dos lagos ornamentais é a construção de refúgios para os peixes. Esses refúgios são locais rasos, com plantas, onde os
peixes irão se esconder quando se sentirem ameaçados com uma criança pulando ou jogando bola dentro do reservatório, por exemplo. Este ambiente trará segurança ao animal e consequentemente reduzirá seu nível de stress, melhorando, assim, sua qualidade de vida e expectativa de vida.
Esses refúgios são altamente recomendados, porém, com o passar do tempo, algumas espécies de peixes como as carpas coloridas e os kinguios se tornam tão sociáveis que buscam o contato com os banhistas, criando uma relação de afeto assim como cães e gatos tem com seus donos.
Por fim, piscinas naturais necessitam de maior área para serem implantadas do que lagos ornamentais e equipamentos mais robustos, encarecendo o projeto – nada que passe do valor gasto na construção de piscinas tradicionais: algo entre 2.000 e 5.000 reais por metro quadrado.
Lagos ornamentais, piscinas naturais e piscinas tradicionais, são elementos que, somados ao paisagismo do entorno,
enriquecem os espaços externos residenciais e comerciais, cada um de uma forma diferente e complementar. A busca por ambientes desestressantes, reforçada pela pandemia, alavancou todo este mercado. Cabe aos profissionais buscarem qualificação e se atualizarem para trabalharem com todas essas opções de lazer. Esta é a opinião da Piscina Fácil e de seu sócio fundador, Vinícius Teixeira dos Reis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…