Home Seções Produtos & Acessórios Cloro na Piscina: Saiba como usar a quantidade correta
Produtos & Acessórios - 7 de outubro de 2023

Cloro na Piscina: Saiba como usar a quantidade correta

O cloro para piscina é um produto essencial para uma água limpa, protegida e saudável. É um produto químico muito eficiente na eliminação de germes e outros microrganismos como as algas.

Mas você sabe quanto cloro adicionar a uma piscina? Como a maioria dos proprietários de piscinas, você certamente quer que o seu espaço de lazer tenha água cristalina sempre pronta para os mergulhos. No entanto, um dos segredos está na quantidade de cloro aplicada na água.

Outro detalhe importante é testar o equilíbrio químico da piscina antes de adicionar cloro. Assim, você garante a maior eficiência do cloro, uma vez que o pH e alcalinidade já estão estabilizados. Mas, então, vamos te ajudar a descobrir a quantidade ideal de cloro para piscina. Leia mais!

Por que preciso de cloro para piscina?
Quando se trata de manter sua piscina limpa e segura para nadar, poucos produtos químicos são tão cruciais quanto o cloro. O cloro é, de fato, uma parte essencial para manter a água livre de algas e agentes patogênicos, promovendo uma experiência de natação
agradável.

Sem o cloro da piscina, as bactérias e outros germes se espalham rapidamente, causando doenças e diminuindo a transparência da água. Além disso, é importante monitorar e testar os níveis de cloro da sua piscina. Desse modo é possível garantir um ambiente seguro e saudável para os nadadores.

Como o cloro funciona?

Quando adicionado a uma piscina, o cloro se decompõe em ácido hipocloroso e íon hipoclorito para limpar a água. Ele quebra as paredes celulares e destrói as estruturas dentro das células, tornando-as inofensivas.

– Mata bactérias como salmonela e coli;
– Mata parasitas como giardia;
– Mata vírus que causam diarreia e ouvido de nadador.

O ácido hipocloroso mata os germes em poucos segundos. O íon hipoclorito leva até 30 minutos para matar os germes.

Embora o cloro seja uma parte essencial da manutenção da piscina, é fundamental usá-lo com moderação. O uso excessivo do produto químico (acima de 10 ppm) pode representar riscos à saúde dos nadadores, causando:
– Irritação nos olhos;
– Pele irritada e até problemas respiratórios.

O que acontece se a piscina tiver muito cloro?

O cloro é eficaz para matar bactérias e vírus, mas também pode produzir subprodutos nocivos que prejudicam a saúde e causam outros problemas. Apesar da crença popular, o mau odor da piscina, os olhos vermelhos e a irritação da pele não são causados ​​pelo cloro, mas sim por cloraminas ou cloro combinado e também o pH desregulado.

Essas cloraminas são o sub produto da desinfecção do cloro da piscina que reage ao material orgânico da água, como: urina, suor, oleosidade da pele, loções e protetor solar. Uma piscina muito frequentada e com excesso de cloro, as cloraminas tóxicas se formam e causam odores desagradáveis, ardência nos olhos, vermelhidão da pele e coceira.

Cloro na piscina muito baixo
Depois de verificar que o nível de cloro ainda está abaixo de 0,5 ppm, pode efetuar o tratamento de choque para que o cloro volte ao nível correto (1 a 3 ppm).

Níveis de cloro recomendados
Os padrões brasileiros indicam uma concentração de cloro de pelo menos 1 a 3 ppm em piscinas. Além disso, o pH de água deve estar entre 7,0 e 7,4 ​​para máximo conforto e para a eliminação eficaz dos germes.

Quanto cloro adicionar a uma piscina?

Para a piscina de sua casa, os níveis corretos de cloro dependem de vários fatores, incluindo:

– Tipo de cloro usado;
– Tamanho da piscina e volume de água;
– Tempo e temperatura;
– Frequência de uso;
– Fatores ambientais, como exposição ao sol, vento e materiais orgânicos;
– Outros níveis de química da água, como pH e alcalinidade;
– Tipo de sistema de filtragem;
– Origem e qualidade da água.

Teste o pH, alcalinidade e cloro livre

Lembre-se: é importante testar e ajustar regularmente os níveis de cloro para manter o saneamento adequado e a qualidade da água. Faça isso, então, com a fita teste.
A fita Teste avalia de forma simultânea todos os parâmetros: alcalinidade, pH, cloro livre e ácido cianúrico. É um item fundamental no tratamento da água da piscina, pois orienta o ajuste dos parâmetros essenciais para um tratamento eficiente.

E, no momento de aplicar o cloro, siga duas dicas:
1- Use a calculadora para saber o volume de água da piscina e acertar na quantidade de produto para o tratamento adequado.
2- Outra forma de não errar na quantidade aplicada de cloro é observar as recomendações do rótulo do produto.

O cloro hipoclorito de cálcio 65% de cloro ativo.

Sua fórmula é eficaz na eliminação de bactérias da água da piscina.
A dosagem recomendada é de no mínimo 4 gramas por mil litros. Se a piscina for de uso coletivo, muito utilizada e aquecida a dosagem deve ser aumentada em no mínimo 10%.
Se o cloro for aplicado durante o dia, segue a mesma regra de dosagem.

 

Forlenza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…