Home Seções Entrevistas West Piscinas – Entrevista – Carlos Alberto
Entrevistas - 12 de junho de 2021

West Piscinas – Entrevista – Carlos Alberto

1- A quanto tempo trabalha com manutenção e quais tipos de trabalho executa na sua profissão?
Resp: Estou no ramo há 25 anos, sou bombeiro hidráulico e piscineiro, faço pintura em fibras, elimino vazamentos sem precisar esvaziar a piscina, trabalho com reformas em piscinas de azulejo, faço instalações de spas, hidromassagem e também trabalho com a venda de
alguns acessórios.

2- Costuma fazer cursos e treinamentos para aprimorar o seu trabalho?
Resp: Há quatro anos fiz um treinamento de piscina e de água potável.
Me aprimorei trabalhando de empregado e fui pegando prática, o que me levou para minha carreira solo, onde estou até hoje.

3- Piscina de vinil, alvenaria ou fibra, existe diferença na limpeza e manutenção, o que muda?
Explique um pouco.
Resp: O importante é saber a quantidade de cloro que se utiliza em uma piscina, tanto faz se for fibra, vinil ou alvenária. Dependendo do tamanho da piscina, coloca-se uma certa quantidade de cloro na terça-feira e na sexta-feira verifica-se o cloro, se o cloro estiver baixo ou alto se faz a correção.
Também é importante deixar o pH da água sempre dentro da normalidade.
É super importante deixar a água da piscina sempre bem tratada para não ter o problema de fazer mal a saúde.

5- Conte alguns casos interessantes que encontrou?
Resp: Uma vez fui fazer o tratamento de uma piscina pré olímpica que tinha
6 raias, 15 metros de largura e 25 metros de comprimento com 480 mil litros de água, que era água que vinha de um poço. Meu patrão na época pediu para eu medir o pH, fiz a medição e estava super baixo, meu patrão mandou eu colocar barrilha. Levei 80 sacos de barrilha com 2 quilos cada, mas avisei meu patrão que não iria resolver, porque a água estava com metais pesados. Alertei meu patrão para colocar 70 litros de eliminador de metais hth. Resumindo, meu patrão na época não quis me ouvir e colocou a barrilha e sulfato. A água da piscina não clareou e ficou igual a um lodo, o pior é que faltavam 3 dias para um evento que iria acontecer na piscina.
Aí ele resolveu seguir meu conselho e conseguimos deixar a água cristalina e bem tratada. Foi uma experiência que marcou muito. Nem meu patrão tinha a solução mas Deus me capacitou.

6- Quais acessórios e produtos você usa para ajudar na limpeza e manutenção?
Resp: Aspirador, cabo telescópico, mangote, peneira cata folha e escova. Esses são os principais acessórios que
uso para a limpeza da piscina.

7- Suas observações finais. Fale um pouco do seu dia a dia, da sua história etc.
Resp: Sou carioca, tenho 51 anos, venho de uma de família muito pobre, éramos em 6 irmãos (3 homens e 3 mulheres). Meu pai era lavrador, nossa família sempre foi muito unida. Vim para o Rio de Janeiro na década de 80, menino ainda, para morar com uma tia, comecei a trabalhar com 8 anos e não parei mais.
Acabei indo para o ramo de piscinas trabalhando como ajudante de um amigo. Carregava a embalagem de cloro líquido nas costas nos sítios, na época não tinha cloro granulado. Sofri muito dentro dos sítios, mas venci, o meu patrão nesta época era muito ruim, me maltratava. Hoje ele está mais velho e trabalha para mim montando e instalando sauna elétrica, filtros e bombas. Eu trato ele com o maior carinho e respeito. Eu sou Carlo Alberto, esta é um pouco de minha história. Minha marca hoje é a West Piscina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Tratador de Piscina Moisés Cuiabá MT

1- O que levou a entrar na profissão de tratador de piscina? Conte um pouco de sua históri…